Exército afasta de atividades com armas de fogo militares que foram soltos e respondem por fuzilamento em Guadalupe

Exército afasta de atividades com armas de fogo militares que foram soltos e respondem por fuzilamento em Guadalupe



Saiba o PASSO A PASSO exato para Posse de Arma de Fogo sem pagar despachantes, sem advogados, sem curso de tiro e sem taxas adicionais

Confira!


-
Notícias -

RIO — Após deixarem o 1º Batalhão de Infantaria, na Vila Militar, na manhã desta sexta-feira, os nove militares apontados como autores dos mais de 80 tiros de fuzil em direção ao carro de uma família em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, que causou a morte do músico Evaldo Rosa e do catador de latas Luciano Macedo, já estão em casa. O alvará de soltura assinado pela Justiça Militar, após decisão de habeas corpus do Superior Tribunal Militar (STM),  não contemplou nenhum tipo de restrição ao grupo, que responderá em liberdade pelos crimes de duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e omissão de socorro. No entanto, o Comando Militar do Leste (CML) informou que eles não cumprirão de forma absoluta suas funções no Exército.

Comprar arma de fogo pela internet -

— Embora o alvará não tenha contemplado nenhum tipo de cautela ou restrição, o Comando Militar do Leste decidiu que eles, a partir de agora, vão cumprir as tarefas rotineiras, em seus respectivos quarteis, mas com a exceção de participação em operações ou qualquer atividade que empregue arma de fogo — afirmou o Coronel Carlos Cinelli, porta-voz do CML.

Blog -

Questionado sobre as
declarações de parentes do músico Evaldo Rosa, vítima da ação em abril, que disseram se sentir desprotegidas com a liberdade dos réus
, o CML diz que repudia qualquer tipo de ameaça, de qualquer tipo, e de qualquer natureza. E, caso esta família receba qualquer tipo de intimidação dos agentes, deve procurar a unidade de polícia mais próxima para fazer uma denúncia. Sobre a alegação de Luciana Nogueira, viúva de Evaldo, e de outras testemunhas, de que os soldados teriam debochado das vítimas, o Comando afirma que não pode comentar o fato, pois é algo que faz parte do processo que corre na Justiça.

My Account -

LEIA:
Nove militares acusados de fuzilamento de carro onde músico foi morto deixam a prisão

‘País onde os inocentes pagam pelos errados’, desabafou viúva

Carrinho -

De acordo com Luciana Nogueira, viúva, o filho do casal, Davi, de apenas 7 anos, está com medo, chorando, e, nesta sexta-feira, não quis ir para a escola de jeito nenhum, após saber que os 9 militares foram soltos.

Como comprar sua arma -

Ela diz que, desde a prisão dos militares, eles se sentiam um pouco mais seguros. Agora, ela diz que a liberdade dos agentes tira novamente a paz da família.

Careers -

— Coitados de nós, neste país onde os inocentes pagam pelos errados. Já me mudei de casa, já troquei meu filho de escola… Já fiz de tudo. Medo… medo… — concluiu.

Order Tracking -

Quem também reagiu à decisão da Corte foi Jane Maria Rosa, de 41 anos. Ela é irmã do meio de Evaldo e diz que jurou no caixão do irmão que conseguiria justiça para ele.

Wishlist -

— Estamos indignados. Meu sobrinho está achando que, se for para a escola, eles vão vir mata-lo. É uma criança, que viu tudo. Ele diz: ‘mataram meu pai e vão vir matar a gente!’. É um caso de segurança. Estamos inseguros. A nossa mãe está magrinha, arrasada, perdeu muito peso. Minha cunhada (Luciana) está fazendo psicólogo, assim como meu sobrinho. Ninguém procurou a gente para nada. Está todo mundo muito abalado. O que eu espero é justiça. Eu não vou descansar enquanto ela não for feita. Eu jurei no caixão do meu irmão morto que a justiça vai ser feita. Eu creio que a justiça ainda será feita. Vou até o fim — desabafou.

About Us -

DECISÃO:
STM manda soltar nove militares presos por fuzilamento de carro onde músico foi morto

Blog -

Deixaram a prisão nesta sexta-feira os militares: terceiro-sargento Ítalo da Silva Nunes Romualdo, terceiro-sargento Fabio Henrique Souza Braz da Silva, e os soldados Gabriel Christian Honorato, Gabriel da Silva Barros Lins, João Lucas Costa Gonçalo, Leonardo Oliveira de Souza, Marlon Conceição da Silva, Matheus Sant’Anna Claudina e Vitor Borges de Oliveira. Todos respondem em liberdade por tentativa de homicídio, duplo homicídio qualificado e omissão de socorro, conforme denúncia feita pelo Ministério Público Militar (MPM), e aceita pela Justiça Militar.



Como tirar CR | Armas Clandestinas | Comprar Arma sem Registro
Armas a Venda | Loja das Armas | Casa Armada

Share this post


1
Estou no site Armas Online e preciso de sua ajuda.
Powered by