Ex-presidiário é executado na frente da família com 15 tiros

Ex-presidiário é executado na frente da família com 15 tiros

Na noite do sábado, por volta das 22h50, o ex-presidiário Maik Almeida de Souza, de 27 anos, foi morto dentro da própria casa, no bairro Sílvio Leite, onde também estavam a mãe, a irmã e duas crianças. Quem praticou o crime foram três elementos que chegaram armados e dispararam aproximadamente 15 tiros.

De acordo com o que a mãe da vítima relatou aos policiais militares, Maik estava assistindo televisão no sofá da sala quando ouviu alguém chamar pelo seu nome. Ele caminhou em direção à porta da cozinha, nos fundos da casa, ocasião em que os elementos iniciaram os disparos. 

A testemunha contou que foi empurrada para detrás de uma porta, onde ficou quieta, ouvindo os tiros, sob a vigília de um dos elementos que apontava uma arma para sua cabeça. Sem poder reagir, ela teve que esperar todos os elementos irem embora para então gritar por socorro e buscar auxílio dos vizinhos.

A mulher ainda contou que duas crianças e a mãe delas foram obrigadas ao entrar no quarto. Os bandidos usavam capacete e não foram identificados. A reportagem da Folha conversou com os vizinhos do imóvel onde a vítima foi assassinada. Eles contaram que quatro homens chegaram em duas motos, três desceram armados, obrigaram que todos saíssem da casa e pularam o muro, entrando no quintal da residência da vítima, onde conseguiram efetivar o plano do crime, e fugiram rapidamente. 

A Polícia Militar encontrou o rapaz no chão e ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no entanto, os socorristas apenas confirmaram a morte.

Agentes da Delegacia Geral de Homicídios (DGH) também chegaram ao local do crime e conversaram com as testemunhas, que não conseguiram ver quase nada por estarem na condição de reclusas e intimidadas. A área foi isolada e a perícia realizou os procedimentos, conseguindo encontrar cápsulas deflagradas de pistola calibre 9mm. 

Os policiais também constataram que a vítima foi beneficiada com Alvará de Soltura 18 dias atrás. O jovem respondia por alguns crimes. A principal hipótese é de que a morte tenha relação com o tráfico de drogas ou com o confronto de facções criminosas. Ninguém ficou ferido porque segundo os policiais, o objetivo era dar fim à vida de Maik, o que reforça que o caso foi uma execução planejada. 

O corpo da vítima foi submetido a exame de necropsia e liberado nesse domingo, 14, para que a família realize o funeral e o sepultamento.

FICHA CRIMINAL – Maik foi preso pela primeira vez no dia 14 de julho de 2014, por tentativa de homicídio qualificado, mas foi solto da Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo) 12 dias depois. No dia 16 de Abril de 2015 foi preso pela Polícia Federal por tráfico de drogas, mas dois dias depois foi posto em liberdade pela Justiça Federal.

No dia 26 de janeiro de 2017 foi recolhido novamente às dependências da Pamc, em cumprimento de Mandado de Prisão Preventiva, por tráfico de drogas, mas em menos de um mês foi solto. No dia 2 de novembro do ano passado, foi preso outra vez, mas por porte ilegal de arma de fogo, e ficou na Pamc até o dia 25 do mês passado. (J.B) 



Saiba o PASSO A PASSO exato para Posse de Arma de Fogo sem pagar despachantes,
sem advogados, sem curso de tiro e sem taxas adicionais

Confira!


-

Share this post


1
Estou no site Armas Online e preciso de sua ajuda.
Powered by